APRENDIZAGEM
 
 
Informações sobre a vida das abelhas   

As Abelhas
 
Parafraseando o escritor Maurício Maeterlink:

"Bastaria uma única flor para alimentá-las. Entretanto elas visitam e pousam em dezenas de flores num só instante para construir um castelo e acumular um doce tesouro cujas delícias elas pouco gozarão."


A Rainha

É uma fêmea fisiológica. Ela é responsável pela reprodução das abelhas e pela manutenção da união do enxame. Pode viver até cinco anos. Acasala uma única vez em sua vida. Pode colocar até 3.000 ovo por dia.

Rainha rodeada por
uma corte de operárias  

O Zangão

É o macho da colônia. Vive até 80 dias e sua função principal é a de acasalar com rainhas virgens. O acasalamento é realizado fora da colmeia, a céu aberto. O zangão não tem ferrão nem órgãos para o trabalho (ele não vai às flores buscar néctar ou pólen, não constrói os favos, não alimenta cria, nem defende a colmeia, pois não tem ferrão).


Zangão no centro e
operárias ao redor

As Operárias


Abelhas campeiras retornando à colmeia
com cargas de pólen nas pernas
São  fêmeas biólógicas.Podem vivem em média 42 dias na primavera/verão. Desempenham diversas atividades na colmeia, as quais estão intimamente ligadas com sua faixa etária:

Do 1º ao 3º dia são chamadas de abelhas sanitaristas, pois cuidam da limpeza da colmeia.

Do 4º ao 12º dia são chamadas de amas ou nutrizes. Têm a função de alimentar com geleia real as larvas (fase jovem) e a rainha. No período larval as larvas recebem cerca de 10.000 visitas das abelhas nutrizes.

Do 13º ao 18º dia recebem nome de abelhas engenheiras e bioquímicas pois estão envolvidas na construção dos favos e na transformação do néctar em mel. A matéria prima para a produção de cera é o mel e as abelhas consomem cerca de seis a nove kg de mel para cada kg de cera produzida. Do 18º ao 21º dia protegem a colmeia de possíveis invasores. São chamadas de abelhas guardas.

Do 21º dia até a sua morte, vai aos campos em busca de néctar e pólen que são os alimentos das abelhas, própolis e água.

O pólen das flores é transportado nas pernas posteriores das abelhas num "cestinho" chamado de corbícola. Já o néctar, as abelhas o trazem internamente, no estômago de mel, denominado vesícula melífera ou papo de mel).
As abelhas campeiras ao chegarem à colmeia informam, através de danças, a outras abelhas o local onde está o alimento.

Quando da visita às flores em busca de pólen, as abelhas ficam com os "pelos" de seu corpo repletos de pólen e ao visitarem outras flores, alguns grãos de pólen se desprendem ao tocar o órgão reprodutor feminino da flor, ocorrendo assim a polinização e em consequência a produção de sementes e frutos. As abelhas são insetos muito importantes na polinização das flores. Muitas culturas agrícolas têm as abelhas como fator importante na obtenção de grandes produções e na obtenção de frutos e sementes de alta qualidade.

A velocidade média do voo das abelhas é de 24 km/h e as abelhas precisam visitar em média dois milhões de flores para produzirem um kg de mel. Uma operária pode produzir uma colher e meia de mel em sua vida. As asas das abelhas batem 183 vezes por segundo.
Fernando de Noronha, 1060 - CEP: 82640-350 - Curitiba - PR - Brasil - Fone: 41 3356 4249 - Fax: 41 33575756
Sua mensagem foi enviada com sucesso!